Etapa 5 – Relatório 2

Ciao amigos, Acabei de passar pela Grécia e agora estou na Itália. Depois da parada na ilha de Samos, voltei a Atenas, passei mais alguns dias na capital e segui pedalando para o porto de Patras, de onde peguei um ferrie para Ancona, na Itália. Atravessei a “perna da bota italiana”, fui para Roma e agora estou seguindo para França.

Estou seguindo a missão de comer o filé do osso que já roí e agora estou passando pelas belas e tranquilas estradas européias. Seguirei para Paris e depois viajarei pelo verão, quando qualquer lugar daqui fica bonito. Tudo é lindo e muito chique mas eu continuo na mesma vida rasca. Acampando em toda beira de estrada e comendo comida de supermercado nas praças.

Campings

Cheguei em Atenas durante as eleições. Passei o fim de semana na casa de uma amiga conterrânea. Mateia um pouco a saudade do sotaque e até tomei uma cachacinha mineira.

A eleição foi uma grande festa. Sem maiores surpresas, um dos dois candidatos da oligarquia ganhou. Seu partido de direita fazia oposição ao atual governo que está no poder há 21 anos. Deixaram de ter uma direita fantasiada de socialistas para terem uma direita assumida de real democracia. Como uma boa final de campeonato brasileiro de futebol, o dia das eleições teve muitas bandeiras e buzinaços. Depois de tanta campanha, um dos candidatos apareceu com a mão quebrada de tanto cumprimentar os eleitores (…é verdade!).

Aprendi um detalhe interessante sobre a primeira democracia do mundo. Quando implantaram o sistema na Antiga Grécia, os políticos eram escolhidos por sorteio e não por votos. Dessa forma o parlamento tinha uma representação balanceada de vários segmentos da população que eram escolhidos pelos “deuses”.

A política na Grécia não se resume às eleições. Todos os assuntos são discutidos e protestados. Me chamou a atenção os protestos contra o governo norte-americano e também ao alojamento dos próximos jogos olímpicos em Atenas.

Protestos contra o governo norte-americano
Todos os dias 17 de novembro – nessa data, em 1973, muitos estudantes morreram numa tentativa de destituir a ditadura – os gregos fazem um protesto na frente da Embaixada Norte-Americana. Jogam ovos, pedras, coquitéis molotofe, tentam invadir, etc. Além da Embaixada atacam também os bancos, lojas americanas e todos os grandes símbolos do capitalismo. A data é quase um feriado nacional, todos vão para as ruas, não tem escola e nem serviço bancário (óbvio). Aqui todos são conscientes de que a ditadura entre os anos 60 e 80 foi imposta pelos ianques e o protesto deixa claro o repúdio a esse autoritarismo.

Frases contra os norte-americanos em vários locais da Grécia

Vi muitas frases contra os norte-americanos pichadas na cidade. Vários grafites igualam o presidente dos EUA à Hitler e seu governo ao nazismo.

Olimpíada – orgulho ou indignação?
Muitos acreditam que o verdadeiro sentido olímpico, o “agon”, já não existe mais. Hoje é somente um grande evento comercial. Existe um grande movimento de protesto contra as olimpíadas onde criticam a exploração da mão de obra barata para as construções – já morreram mais de 30 pessoas nas construções das obras olímpicas em Atenas. Eu sempre pensei sediar a Olimpíada fosse motivo de orgulho e me espantei com a revolta que isso tem causado a muitos gregos.

O Carnaval é brasileiro ou grego?
Passei o carnaval em Samos. A desilusão foi tanta que nem sequer escrevi sobre isso no relatório anterior. Numa pracinha da pacata vila colocaram uma música grega pop e algumas crianças fantasiadas passeavam pelas ruas sem grandes festas.

O pacato carnaval em Samos

Só em Atenas fui descobrir histórias interessantes sobre o carnaval grego. Em algumas cidades ainda pode-se encontrar rituais que remetem às comemorações dionisíacas de mais de 3 mil anos atrás. Naquela época os marginais – estrangeiros, mulheres e escravos – iam para as montanhas e cultuavam Dioníso (o deus do vinho, na mitologia latina – Baco ) bebendo e dançando. Muitos estudiosos acreditam que os participantes da festa se fantasiavam e representavam momentos cruciais da vida do deus. Desta tradição teria surgido o carnaval.

O teatro também tem sua origem nessas comemorações. Os líderes da pólis (cidade grega) começaram a ter receio destas festas, que possuiam uma forte característica anárquica, e criaram os primeiros festivais de teatro para que elas pudessem ser mais facilmente controladas.

Ruínas de Thorikos - um dos primeiros teatros do mundo

As primeiras apresentações foram feitas no séc. V a.C. Pouco a pouco, foram introduzidos um maior número de personagens que dialogavam entre si e com o coro, dando assim origem à tragédia e à comédia clássicas.

De Atenas fui pedalando pela costa até Patras. No caminho vi muitas montanhas com neve e peguei chuva e frio. Diferente das outras vezes de frio – nos Andes e Austrália principalmente – dessa vez estou com bons equipamentos e jaqueta de chuva que funciona (gore-tex – a água da chuva não entra mas o suor sai). Pedalar com chuva e frio logicamente não é agradável mas sempre que me lembro do perrengue que já passei sem esses equipamentos penso que agora está tudo lindo. Várias vezes acampei com temperaturas abaixo de zero e dormi com conforto dentro da barraca.

Pedalando pela litoral grego

Agora já estou no norte da Itália, em Roma participei da manifestação pela paz e no caminho vi muitas paisagens e cidades lindas. Mas a Itália ficará para o próximo relatório.

Grande abraço,
Argus

“Amamos a beleza com simplicidade e amamos a sabedoria sem debilidade”
TUCÍDIDES – Tradução: Celina Figueiredo Lage

Para saber mais
Sites com críticas sobre as Olimpiadas
Poesia grega
Scripta Clássica on-line
www.scriptaclassica.hpg.com.br

JORNAIS
Elefherotypia
www.enet.gr
Ta Nea
http://ta-nea.dolnet.gr
Kathimerini – English language
www.ekathimerini.com
Athens News – English language
www.athensnews.gr